Poltrona Butterfly: para quem procura beleza e acessibilidade

Tempo de leitura: 5 minutos

Poltrona Butterfly: para quem procura beleza e acessibilidade
AVALIE O ARTIGO!

A Poltrona Butterfly é fruto da parceria do catalão Antonio Bonet com os argentinos Juan Kurchan e Jorge Ferrari-Hardoy. Ela foi criada em 1938, em Buenos Aires, e também é chamada de Hardoy Chair ou pela sigla dos criadores: BKF (Bonet-Kurchan-Ferrari). Esses três arquitetos foram alunos e assistentes de Le Corbusier em seu ateliê em Paris, e acabaram se encontrando. Desse encontro, surgiu o Grupo Austral, fundado por Bonet, em Buenos Aires.

Poltronas Butterfly
Poltronas Butterfly em tecido

Origem da Poltrona Butterfly

Embora tenha sido projetada para um projeto que o Grupo estava construindo em Buenos Aires, a Poltrona Butterfly foi introduzida pela primeira vez no 3º Salão de Artistas Decoradores, uma exposição de design realizada na cidade em 1940, onde ganhou dois prêmios. 

Com todo o charme já conhecido, a bela Butterfly chamou a atenção de Edgar Kaufmann Jr, que havia acabado de se tornar curador de design industrial no MoMa. Kaufmann comprou duas cadeiras, sendo uma para a coleção do MoMA e outra para a nova casa de Frank Lloyd Wright, projetada por seus pais, Fallingwater. Segundo ele, a poltrona se enquadra no conceito “Good Design” (bom design) do MoMA, porque era funcional, bonita, leve e relativamente barata.

Poltrona Butterfly em Couro Envelhecido
Poltrona Butterfly em Couro Envelhecido

A peça super funcional e leve é composta por uma armação de metal, envolta por uma única peça de tecido. Atualmente, ao comprar uma Butterfly, você pode escolher entre a estrutura preta ou metálica (prateada). A preta é feita em aço carbono e recebe uma pintura, que inclusive pode ser em outras cores, mas o mais comum é o preto. A metálica é no tradicional aço inox, bastante resistente à corrosão e, por isso, tem uma ótima durabilidade.

Para a capa (revestimento), também há opções: pelo, tecido ou couro. Neste caso, não é recomendado o couro ecológico. Como o assento é “flutuante”, não tem apoio embaixo, é necessário um material mais resistente. Caso opte pelo tecido, também não deve ser qualquer um. Geralmente, utiliza-se a lona, mas há outros tecidos também resistentes, basta pesquisar um pouco a respeito ou pedir referências aos atendentes.

Curiosidades

A Poltrona de Antonio Bonet Ganhou o Prêmio MoMA em 1941, o que já era de se esperar, concordam?

Em 1947, Knoll comprou os direitos dos EUA à Poltrona Butterfly , mas interrompeu a produção em 1951. O motivo foi uma decisão do tribunal que não permitia que Knoll processasse outros fabricantes por fazerem reproduções não autorizadas da cadeira. Ou seja, nesse mesmo ano, a peça caiu em domínio em público. Depois disso, o design gerou, segundo algumas estimativas, 5 milhões de cópias somente na década de 1950.

Poltrona e Puff Charles Eames

Poltrona Butterfly
Poltrona Butterfly com apoio de pés

A Butterfly era produzida em massa nos EUA pela empresa de Alvar Aalto, Artek (“arte” e “tecnologia”). Ela é composta por duas hastes de aço tubulares dobradas e soldadas juntas, sobre as quais uma cinta de couro é enganchada. Como resultado, um assento suspenso e diferente.

Como surgiu a ideia

Esta poltrona foi a primeira de seu tipo em aço tubular, no entanto, construções semelhantes em madeira já existiam. Isso pelo menos desde a década de 1850. Na década de 1850, o engenheiro inglês Joseph Beverly Fenby criou uma cadeira dobrável para ser usada pelos militares britânicos. Podemos dizer que a Butterfly foi uma adaptação moderna da cadeira criada por Joseph, no estilo Campanha, que foi chamada de Cadeira Tripolina.

Henry Ford, Thomas Edison, Warren Harding e Harvey Firestone, utilizando a Cadeira Tripolina
Henry Ford, Thomas Edison, Warren Harding e Harvey Firestone, utilizando a Cadeira Tripolina
Cadeira Tripolina
Cadeira Tripolina

Justamente por sua história e origem, a Poltrona Butterfly é moderna e ao mesmo tempo traz um toque elegante de antiguidade. Em outras palavras, é uma peça atemporal, pois já ultrapassou várias gerações e continua sendo um sucesso. Além disso, é versátil, pois cabe em diferentes estilos de decoração. Ela também se adapta em todos os ambientes: sala de estar, quarto, sacadas, varandas e até sala de jantar. “Sala de Jantar? Tem certeza?” Sim, veja em uma das fotos acima, como fica legal 🙂

Como escolher sua Poltrona Butterfly

É normal ficar inseguro na hora de comprar um móvel de design, afinal, são peças históricas. Dá aquele receio de comprar um produto de má qualidade ou até mesmo feio. E aí surgem aquelas perguntas na cabeça: “E se eu não gostar?” “E se não for bonita como na foto?”

Poltrona Shell

Realmente, é preciso ser cuidadoso e escolher a dedo a loja onde vai comprar. Vou dar umas dicas que tenho certeza que serão muito úteis, inclusive, na compra de outros móveis de design:

  • Pesquise a loja;
    Veja há quanto tempo ela existe, leia os depoimentos de clientes no site, ligue para checar o atendimento, etc.
  • Pergunte sobre o produto;
    Não deixe de pedir todas as descrições possíveis, principalmente os materiais utilizados e medidas da peça. Tire todas as suas dúvidas.
  • Peça fotos reais da poltrona;
    Pergunte se as fotos do site são reais. Se forem ilustrativas, pergunte ao vendedor se ele pode te enviar fotos reais, assim fica mais fácil conferir o acabamento.

Tenho certeza que isso pode te ajudar muito a escolher uma peça fiel ao design original e com qualidade.

Poltrona Butterfly em tecido
Poltrona Butterfly em tecido

Como já dito, a Poltrona Butterfly é um peça versátil e pode ser colocada em diversos ambientes. Além do uso residencial, não podemos esquecer que ela também pode ser utilizada em ambientes comerciais, como hotéis, escritórios mais dinâmicos, lojas, etc. E assim como muitas poltronas de design, ela possui múltipla funcionalidade, podendo ser utilizada para decorar, ler, relaxar ou assistir TV.

Você que acompanha nosso blog já sabe que, se tiver dúvidas sobre qual cor escolher para o couro, é só chamar no WhatsApp. Podemos te mandar fotos reais das cores que gostar e te dar dicas e sugestões 😉

Lembrando que na Essência Móveis, todos os produtos tem no mínimo 01 ano de garantia!

Um abraço e até o próximo artigo! 🙂

catalogo-arquiteto-designers

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *