Tipos de Pisos Para Casas – 21 Opções Para Escolher o Seu

Tempo de leitura: 8 minutos

Tipos de Pisos Para Casas – 21 Opções Para Escolher o Seu
4 (80%) 1 Voto

O chão da nossa casa é um mundo à parte, não é mesmo? É onde brincamos com nossos filhos, onde pisamos todos os dias, onde sujamos e limpamos, onde acomodamos nossos móveis e objetos, onde nossos pets usam e abusam, enfim, por tudo isso, é importante conhecer os tipos de pisos antes de escolher o piso ou os pisos para a sua casa.

A princípio, essa escolha parece uma tarefa fácil, afinal, devem existir poucas opções disponíveis. Só que não! Há uma variedade imensa no mercado, para todos os gostos, prioridades e orçamentos. Mas não se preocupe porque vamos ajudar você nessa tarefa e torná-la a mais simples e prazerosa possível. Confira as dicas para escolher o piso ideal para a sua casa, considerando seus gostos, preocupações e orçamento disponível.

 1. CERÂMICA

Entre os tipos de pisos, é o mais conhecido e popular no país. Os tamanhos variam bastante – 20×30, 40×40, 60×60, 80×80, 100×100 – assim como as texturas, qualidades e valores.

Vantagens da cerâmica:

  • Pode ser usada nas áreas internas e externas (nas áreas externas, o ideal é que ela seja do tipo antiderrapante);
  • Ajuda a manter a casa fresquinha no Verão, devido as suas propriedades;
  • Existem nas mais variadas estampas, desenhos, acabamentos e cores, ajudando na decoração dos ambientes;
  • É um material de alta resistência e de fácil limpeza;
  • Como acabamentos, existem o de borda reta e arredondada. Os modelos de borda reta ajudam a economizar na aplicação do rejunte entre as placas. As peças podem ser colocadas próximas umas das outras, sendo necessária menos massa entre elas;
  • É anti-alérgica e anti-inflamável;
  • Possui um custo baixo comparado ao Porcelanato e outros tipos de pisos.

Pontos para ajudar na escolha:

  • Preste atenção na sigla PEI – Resistência à Abrasão (quanto ela resiste ao desgaste por atrito). Quanto maior é o número da PEI, maior é a resistência da cerâmica;
  • Observe o Coeficiente de Atrito, que mede a resistência da cerâmica ao escorregamento. Quanto maior o número (visível na embalagem do produto), mais rugoso é o piso. Em espaços internos como cozinhas e banheiros, mais expostos à água, por exemplo, a norma brasileira recomenda um coeficiente de atrito igual ou maior a 0,4;
  • A superfície da cerâmica pode ser esmaltada, lisa, acetinada, brilhante, rústica ou em relevo.

tipos de pisos

tipos de pisos
Na foto: Poltronas Barcelona

2. PORCELANATO

O Porcelanato é produzido em massa única já na sua coloração e com matérias-primas nobres.

Vantagens do Porcelanato:

  • Alta resistência e qualidade elevada;
  • Grande variedade de acabamentos (acetinado, polido, brilhante, etc), tamanhos e formatos;
  • Independente do modelo, o Porcelanato permite uma grande variedade de texturas, imitando madeira, pedras naturais, cimento e mármore, em diferentes cores e acabamentos.

Tipos de Porcelanato e Ambientes:

  • O porcelanato escuro e mais áspero combina com o estilo rústico das áreas de lazer, como jardins, quintais e varandas gourmet;
  • Em espaços com piscina, os modelos acetinados são as melhores opções, porque evitam escorregões e acidentes durante o lazer;
  • O porcelanato polido apresenta uma superfície bem lisa e nivelada, revestida por uma camada protetora brilhosa. Ideal para salas, quartos modernos e ambientes secos, já que a água o deixa mais liso e escorregadio;
  • Os modelos acetinados são menos brilhosos e mais rígidos, sendo também indicados para ambientes molhados como banheiros, lavabos e áreas de serviço;
  • Podem ser: semi-polidos, polidos, rústicos, esmaltados, acetinados, amadeirados, porcelanatos digitais polidos.
tipos de pisos
tipos de pisos

Na foto: Poltronas Barcelona

3. LAMINADO

Vantagens do piso laminado:

  • É resistente e fácil de limpar;
  • Substitui a madeira de forma mais natural;
  • É hipo-alergênico e não acumula sujeira na superfície, evitando alergias;
  • Possui uma textura bem lisa e confortável para o toque. Alguns modelos podem ficar escorregadios em contato com a água. Por isso, tome cuidado com possíveis escorregões e acidentes;
  • Entre todos os tipos de pisos, o laminado é o mais versátil, podendo ser usado em casas e escritórios. São ideais e muito utilizados em salas, quartos, escritórios, corredores e outros cômodos internos;
  • São de fácil instalação, podendo até mesmo revestir pisos já colocados (contanto que estejam bem nivelados antes).

tipos de pisos

tipos de pisos

tipos de pisos

4. GRANITO

O piso de granito é uma pedra natural formada por 3 minerais: mica, quartzo e feldspato. A grande vantagem, além da beleza e requinte que imprime aos ambientes, é a incrível durabilidade que possui, além de não arranhar e poder ser polido muitas vezes, aumentando a sua vida útil. Outra grande vantagem é a facilidade para limpá-lo.

tipos de pisos

tipos de pisos

5. MÁRMORE

O mármore é uma rocha metamórfica formada principalmente por minerais de calcita com coloração mais uniforme e veios definidos. É um material muito bonito e elegante, mas é menos resistente do que o granito. Indicado somente para ambientes internos. Possui um custo mais elevado devido ao fato de que o Brasil produz pouco mármore.

POLTRONA CHARLES EAMES

tipos de pisos

tipos de pisos

6. SILESTONE

O silestone é um material composto por grande quantidade de quartzo, outros minerais, resina de poliéster e pigmentos. Com porosidade nula, apresenta várias texturas e um custo muito elevado.

Se você gosta desse material e não quer abrir mão dele, opte por usar nos revestimentos da cozinha e não no piso, para não sair do orçamento.

MESA SAARINEN DE JANTAR

tipos de pisos

7. VINÍLICO

É produzido com resina de PVC, com estampas que imitam madeira e formatos geralmente de dimensões de 15cm X 90cm, 20cm X 120cm. A grande vantagem é ser anti-ruído, ideal para quartos e salas com bastante movimentação.

tipos de pisos
Na foto: Banqueta Bombo

tipos de pisos

8. TÁBUA CORRIDA

Piso em madeira natural de lei, geralmente extraída da Amazônia, por isso, não é um piso sustentável, embora tenha uma beleza inigualável.

tipos de pisos

tipos de pisos

9. TACO

Os tacos já fizeram muito sucesso entre os anos 60 e 80 e agora estão voltando com um ar retrô. As madeiras mais comuns para taco são a grápia, cumaru e ipê. Possuem um custo elevado e a manutenção é mais trabalhosa também.

tipos de pisos

10. PARQUET

O parquet se diferencia do taco pelos desenhos maiores, o restante é bem parecido, inclusive a instalação.

tipos de pisos

11. LAJOTA OU LADRILHO HIDRÁULICO

Esse tipo de revestimento foi muito utilizado no século XIX, principalmente os ladrilhos europeus. Agora voltaram com tudo para compor o Decor. Apesar do custo alto, por ter produção artesanal, é uma ótima opção se você quer dar um ar diferente ao seu piso, com mais alegria e descontração.

tipos de pisos

tipos de pisos

tipos de pisos
Na foto: Cadeira Eames DSW

12. ARDÓSIA

Piso em pedra ardósia, foi muito famoso nos anos 80 devido a sua durabilidade e baixo custo. Pode ser utilizada em pisos internos e áreas externas, mas atenção porque é bastante escorregadio.

tipos de pisos

tipos de pisos

13. CIMENTO QUEIMADO

Muito utilizado em casas modernas, de estilo industrial, além de bares e galpões, é uma solução inovadora e de baixo custo. Indicado tanto para áreas internas quanto para áreas externas.

tipos de pisos
Na foto: Produto similar – Poltrona Swan

tipos de pisos

14. GRANITINA

É uma massa de cimento misturada com pequenas pedrinhas de granito aplicadas no piso. O piso em granitina é muito usado em áreas internas e externas de clubes, escolas e aeroportos, mas você pode usar na sua casa, se gostar do estilo.

tipos de pisos
Na foto: Poltrona Barcelona e Sofá Barcelona

tipos de pisos

15. PASTILHAS

É uma opção cara, devido ao trabalho apurado de colocação. Ainda assim, é uma ótima opção para banheiros, pois agrega valor e beleza ao ambiente.

tipos de pisos

tipos de pisos

16. BAMBU

É muito mais resistente do que a madeira, já vem tratado e com acabamento de fábrica, evitando sujeira e pó durante a colocação, além de permitir uma instalação muito mais rápida.

tipos de pisos

tipos de pisos

17. CORTIÇA

Opção inusitada que apresenta vantagens importantes como sustentabilidade e isolamento acústico e térmico. Só não é indicado para quem tem pets em casa, porque eles danificam o material facilmente.

tipos de pisos

tipos de pisos

18. RESINA EPÓXI

Também chamada de porcelanato líquido ou piso 3D, é um piso moderno, fácil de limpar e de superfície lisa e homogênea. É o revestimento ideal para reformas, pois é de fácil aplicação e não exige que você quebre ou remova o piso antigo, pois pode ser aplicada diretamente no piso já existente.

tipos de pisos

tipos de pisos

19. EMBORRACHADO

Pelo tipo de material, é uma opção diferenciada para o piso de uma casa. Os tipos de pisos emborrachados são ideais para casas com idosos e crianças, pois são antiderrapantes e com isolamento térmico.

tipos de pisos

tipos de pisos

20. CARPETE

O carpete é mais indicado para os quartos, onde tem menos circulação. Oferece sensação de conforto e aconchego, mas, pela dificuldade de limpeza, não é indicado para quem sofre de alergias e problemas respiratórios.

Sofá Cama Bit

tipos de pisos

tipos de pisos

21. PISO DE VIDRO

Entre os tipos de pisos existentes, o piso de vidro é uma das opções mais elegantes e diferenciadas para as casas. O indicado é usar como um detalhe e não em toda a extensão de um ambiente, para evitar ficar muito pesado. É um charme, não é mesmo?

tipos de pisos
Na foto: Poltrona Barcelona

tipos de pisos

Então, se inspirou com esses tipos de pisos para a sua casa? A dica é pensar bem no que é importante para você e sua família, por exemplo, se é durabilidade ou beleza. Além disso, é importante avaliar os tipos de revestimentos existentes e ideais para cada cômodo.

Boa sorte e lembre-se de pisar com o pé direito no seu novo piso!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *